A córnea do seu olho pode estar danificada, como saber?

A córnea do seu olho pode estar danificada, como saber?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A córnea do seu olho pode estar danificada, como saber?

A pergunta que nos fazemos sempre é como saber quando de fato há algo errado com a nossa visão. Obviamente que é necessário que um médico especialista para realizar exames e nos avaliar, mas será que existem maneiras de sabermos por exemplo como nossa córnea está, se está danificada?

O que é a córnea?

A córnea é a camada externa protetora do olho. Junto com a esclera, o branco do olho, ela serve como uma barreira contra sujeira, germes e outras coisas que podem causar prejuízo aos olhos.

Também desempenha um papel fundamental na visão. Quando a luz entra em seu olho, ela é refratada ou curvada pela borda curva da córnea. Isso ajuda a determinar o quão bem seus olhos podem se concentrar em objetos próximos e distantes.

Se sua córnea está danificada por uma doença, infecção ou ferimento, as cicatrizes resultantes podem afetar sua visão. Eles podem bloquear ou distorcer a luz quando ela entra no seu olho.

E uma curiosidade: sua córnea também pode filtrar parte da luz ultravioleta do sol, mas não com muita frequência, então sua melhor aposta para manter a saúde é usar um par de óculos escuros quando estiver ao ar livre.

Estrutura da córnea:

Para compreender os possíveis problemas que a córnea danificada possa apresentar, vamos analisar especificamente as partes da córnea. Existem três camadas principais:

Epitélio: é a camada mais externa, e isso impede que a matéria externa entre em seus olhos. Também absorve oxigênio e nutrientes das lágrimas.

Estroma: é a camada média e mais grossa que fica atrás do epitélio. É composto principalmente de água e proteínas que lhe dão uma forma elástica mas sólida.

Endotélio: é uma camada única de células no fundo do estroma. Um fluido claro na câmara frontal do seu olho, está em constante contato com essa camada e funciona como uma bomba. O estroma absorve o excesso de líquido e o endotélio o retira. Sem essa função, o estroma ficaria cheio deste fluído e então, sua córnea ficaria também opaca e nebulosa, assim como sua visão.

Sintomas de problemas de córnea:

O termo doença da córnea refere-se a muitas condições que afetam essa parte do seu olho. Isso inclui infecções, colapso de tecidos e outros transtornos que o paciente pode trazer geneticamente de seus pais.

A córnea geralmente se cura após a maioria das lesões ou infecções menores, mas durante o processo de cura, o paciente pode notar sintomas como:

  • Dor;
  • Visão embaçada;
  • Rasgando;
  • Vermelhidão;
  • Sensibilidade extrema à luz.

Esses sintomas também vêm acompanhados de outros problemas oculares, por isso podem sinalizar um problema mais sério que requer tratamento especial. Se caso os tiver, procure imediatamente o seu oftalmologista.

Como identificar quando ocorrem lesões na córnea?

Por vezes ocorrem algumas lesões na córnea, não necessariamente casos graves, como por exemplo, um simples arranhão na córnea pode causar intensa dor ocular, vermelhidão e lacrimejamento, sendo necessário recorrer ao uso de compressas geladas e medicamentos. Entretanto, normalmente esta lesão não é grave e cessa em 2 ou 3 dias.

Os indícios e sintomas que podem indicar que o ferimento no olho é grave e que há um arranhão na córnea são:

  • Intensa dor no olho afetado;
  • Lacrimejamento constante e excessivo;
  • Dificuldade em permanecer com o olho ferido aberto;
  • Visão embaçada;
  • Maior sensibilidade à luz;
  • Sensação de areia nos olhos.

De acordo com essa lesão, mais conhecida como abrasão corneana, pode ocorrer em pacientes de todas as idades, ao pressionar o olho com o dedo ou com algum objeto, mas também podem ser causadas pelo olho seco.

Cuidados essenciais com a córnea:

Existem alguns cuidados básicos que devemos levar em consideração ara cuidarmos da córnea, elas são:

  • Evitar coçar os olhos com muita força;
  • Deixar que sujeiras entrem nessa região;
  • Evitar que materiais pequenos entrem nos olhos;
  • Manter uma lubrificação no local;

Quando consultar um oftalmologista?

Recomenda-se ir ao médico quando a pessoa não consegue abrir o olho dolorido, ou quando não é possível retirar o objeto que está ferindo o olho, quando há lágrimas de sangue, intensa dor e desconforto ocular ou quando há suspeita de queimadura nos olhos.

O médico oftalmologista irá realizar exames específicos e após aplicar anestesia local, deverá avaliar o olho ferido e indicar a sua gravidade e o tratamento indicado. Nos casos mais graves, pode ser preciso até mesmo realizar uma cirurgia para remover o corpo estranho do olho.

4.7/5 - (1716 votes)