A fotofobia pode ser sinal de inflamação nos olhos?

A fotofobia pode ser sinal de inflamação nos olhos?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Sim, um dos sintomas da fotofobia pode ser ocasionada de uma inflamação nos olhos, porém, diversos outros sintomas também fazem parte das causas originados por ela.

A princípio, a sensibilidade à luz, também conhecida como fotofobia, é uma condição comum que leva os pacientes a sentir um desconforto ou dor ocular causada pela exposição à luz.

O fato de alguns pacientes experimentarem a sensibilidade à luz é interessante, considerando o papel que a luz desempenha na nossa capacidade de ver: a luz está no centro de um processo de várias etapas que envolve muitas partes diferentes do olho.

Antes de olharmos para as causas da fotofobia e dicas para conviver com sensibilidade à luz, vamos iniciar examinando como a luz é utilizada pelos  olhos para enxergar.

A luz reflete objetos e entra na frente de seus olhos. Dentro do olho, a luz encontra primeiramente um fino véu de lágrimas. A córnea, por sua vez, está por trás desse véu lacrimal e sua função é focalizar a luz na parte de trás do olho. A luz passa pelo material aquoso e depois a pupila se ajusta em tamanho para controlar a quantidade de luz que passa.

Nesta altura, a luz atingiu o centro do olho, que contém uma substância gelatinosa chamada vítreo. A retina e seus fotorreceptores na parte de trás do olho enviam a luz através das fibras nervosas para o nervo óptico.

Finalmente, o sinal luminoso chega ao centro visual do cérebro, onde processamos as imagens que enxergamos.

Esse processo é ainda mais surpreendente quando consideramos o quão rápido isso ocorre em tempo real – como os olhos podem registrar 90+ MPH em milissegundos.

Como há tantos passos para o processo total, diferentes áreas do olho podem ser a causa da sensibilidade à luz e a fotofobia pode ser um sintoma de outra condição de saúde.

O que causa a fotofobia?

Abaixo listamos algumas causas de sensibilidade à luz:

  • Inflamação dos olhos;
  • Abrasão corneana ou úlcera;
  • Usar lentes de contato por muito tempo ou lentes que se encaixam mal;
  • Infecção ocular, doenças, lesões ou recuperação de cirurgia ocular
  • Meningite;
  • Enxaqueca;
  • Medicamentos.

A sensibilidade à luz pode ser causada por dores de cabeça e condições cerebrais e até 80% dos pacientes que sofrem dessa doença apresentam enxaqueca.

A sensibilidade à luz é praticamente um sintoma de enxaqueca, mas nem todas as dores de cabeça que causam sensibilidade à luz são enxaquecas – indivíduos que têm tensão e dores de cabeça também podem ter sensibilidade em torno de luzes brilhantes.

Se porventura o paciente tiver dores de cabeça crônicas devido à sensibilidade à luz, deve-se discutir os sintomas com um médico oftalmologista, pois isso pode indicar uma condição séria, incluindo uma lesão ou doença cerebral.

Tumores na glândula pituitária também podem contribuir para dores nos olhos e problemas de dor de cabeça. Em alguns casos, o tumor produz hormônios que podem causar uma variedade de sintomas, incluindo dor de cabeça.

Em outros casos, os tumores podem crescer e começar a exercer pressão sobre as áreas circunvizinhas do cérebro e dos nervos e podem resultar em dores de cabeça e também a perda de visão.

Tratamento:

O tratamento depende dos sintomas, e somente o seu médico pode sugerir cirurgia ou medicamentos, e para isso os exames de rotina são imprescindíveis.  Consulte sempre um oftalmologista regularmente.

4.8/5 - (152 votes)