As 5 doenças mais comuns na terceira idade

As 5 doenças mais comuns na terceira idade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O envelhecimento acarreta mudanças no organismo do indivíduo e traz consigo algumas doenças. Entre alterações relacionadas à idade, estão as dos cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato.

O envelhecimento poderá ser tranquilo ou não, de acordo com a capacidade funcional que a pessoa conseguir manter ao chegar na terceira idade. Por isso, atitudes preventivas, como alimentação e atividades físicas e outras, são importantes.

Diante disso, neste artigo vamos falar a respeito da saúde do idoso e as doenças que mais atingem essa faixa etária da população. 

Doenças da terceira idade  

Antigamente, poucas pessoas chegavam ao que se chama hoje de terceira idade. Por isso, algumas doenças muito comuns na população de idosos atual não eram frequentes e não apareciam como grandes causadoras de mortalidade.

No entanto, a situação mudou e as doenças crônicas são muito comuns na população de hoje. Falaremos das principais a seguir.

1. Diabetes 

Quarta maior causa de mortalidade no Brasil, o diabetes atinge especialmente a população idosa. Quase 20% dos brasileiros entre 55 e 64 anos recebem esse diagnóstico. 

É importante destacar que, além de colocar a vida do indivíduo em risco, o diabetes traz uma série de impactos à rotina. A pessoa pode perder a visão, ter dificuldades para cicatrização, alguns órgãos são afetados e seu funcionamento prejudicado.

2. Glaucoma 

O glaucoma é uma doença que ocorre após a elevação da pressão nos olhos. Com o aumento da pressão, ocorre a lesão do nervo óptico e, como consequência, pode levar a perda da visão periférica e até mesmo a perda total no olho atingido se não houver acompanhamento e tratamento adequado.

3. Presbiopia

A presbiopia ou conhecida popularmente como vista cansada é uma condição em que acontece naturalmente com o envelhecimento do olho. Esse é um problema comum que aparece em pessoas mais velhas e começa normalmente a partir dos 40 anos.

Entre os principais sintomas da presbiopia está a falta de foco de objetos próximos, ou seja, a pessoa começa a afastar ou aproximar os objetos para facilitar a leitura. 

4. Catarata

Uma das principais causas de cegueira no mundo, a catarata é uma doença caracterizada pela perda de transparência do cristalino, a lente natural cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias.

Com o avanço da idade, as fibras do cristalino aumentam de espessura e de diâmetro, assim provocando a presbiopia, a popular vista cansada. É por isso que a maioria das pessoas a partir de 45 anos precisa usar óculos para enxergar de perto.

5. Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença que ocorre em uma parte da retina chamada mácula (região no centro da retina, que permite que uma pessoa possa ver detalhes) e que leva a perda progressiva da visão central. A DMRI é a causa mais comum de perda da visão em pessoas acima de 50 anos.

6. Moscas volantes (bônus)

Essas pequenas manchinhas que tomam conta do nosso campo de visão, costumam estar mais aparentes quando a pessoa olha para algum objeto muito claro ou brilhante. 

Sendo mais comum em pacientes maiores de 45 anos, que tenham um histórico de miopia ou tenham passado por tratamento, ou cirurgia ocular, bem como entre aqueles pacientes que tenham tido algum tipo de inflamação ou trauma nos olhos.

Como mostramos aqui, deu para entender o quanto as consultas são importantes, não é mesmo? Sempre reforçamos a ideia de visitar regularmente um oftalmologista para obter um diagnóstico adequado e começar a tratar de qualquer doença dos olhos precocemente. Investir em clínicas de qualidade é fundamental para garantir a sua saúde e evitar problemas futuros. 

Agende sua consulta no IOA agora mesmo, e cuide dos seus olhos!