Cirurgia de Catarata dói?

Cirurgia de Catarata dói?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O que é?

Antes de explicar se a cirurgia de catarata dói, temos de entender melhor como funciona todo o procedimento.

O termo “catarata” e dado para qualquer tipo de perda de transparência do cristalino, a lente natural dos olhos que estão localizadas atrás da íris. Essa lente (cristalino) quando saudável, é clara e transparente, com o aparecimento da catarata, ela acaba se tornando opaca, o que distorce e embaça a visão impedindo a passagem dos raios luminosos que formam as imagens no fundo do olho. 

Quais são suas causas?

A maioria dos casos acontecem como parte do processo de envelhecimento, sendo responsável por 20 milhões dos casos de cegueira no mundo, no Brasil 350 mil pessoas apresentam cegueira por conta da doença, acometendo principalmente a população idosa. Sendo assim é possível desenvolver a doença como consequência de traumatismos oculares, uso inadequado de algumas medicações como complicação de outro tipo de doença, e até mesmo traumas como socos ou batidas fortes na região dos olhos, ou excesso de exposição à luz solar.

 Algumas doenças como: Rubéola, Sífilis, Toxoplasmose durante a gravidez, Diabetes, Glaucoma podem favorecer o surgimento de catarata. Já mulheres grávidas que contraíram/ou contém alguma dessas doenças podem acabar dando a luz a um feto com catarata congênita, correspondente a uma malformação do cristalino durante o desenvolvimento do bebê, podendo afetar um ou dois olhos. 

Como o problema pode ser identificado?

Sua visão está embaçada? imagens parecem ter as cores desbotadas? Se algum deles for percebido, é preciso procurar um oftalmologista. Assim ele fará uma série de exames para identificar se o motivo do problema é catarata. Mas fique calmo, na maioria das vezes a catarata não pode ser diagnosticada a olho nu e nem mesmo é percebida facilmente pelos próprios portadores nas suas fases iniciais. Porém com o avanço da doença, a dificuldade de enxergar aumenta progressivamente e a pessoa passa a enxergar apenas vultos, evoluindo, às vezes, até a cegueira.

Seus principais sintomas são:

  • Sensação de visão embaçada;
  • Alteração contínua da refração (grau dos óculos);
  • Maior sensibilidade à luz;
  • Espalhamento dos reflexos ao redor das luzes;
  • Visão dupla;
  • Alteração da cor do olho;
  • Percepção que as cores estão desbotadas.

A pessoa pode até mesmo se queixar de dificuldade para dirigir, ler e andar, ou referir que tem tido queda frequentes e que as cores estão sem vida. 

Qual tratamento para catarata?

O único tratamento para a catarata é a cirurgia, indicada sempre que o embaçamento da visão interfere na realização das atividades diárias. Na cirurgia o cristalino opacificado é removido do olho, e em seu lugar é inserido uma lente intraocular artificial. No entanto seu oftalmologista avaliará quais são as melhores indicações para o seu caso, considerando suas características e necessidades. Apesar de ser sofisticada, a cirurgia de catarata e bem rápida e segura levando em torno de 20 minutos. Na maioria das vezes o paciente recebe alta em algumas horas após ser operado, retornando para casa e tendo como indicação de permanecer confortável. Normalmente a visão retorna ao normal em poucas horas, e o paciente volta a suas atividades normais após alguns dias. Além disso, outros cuidados devem ser tomados com os olhos como:

  • Não esfregar; 
  • Não coçar;
  • Não dormir sobre o olho operado nos primeiros dias pós-operatório;
  • Não utilizar colírios que contêm corticoides;
  • Não realizar esforço físico.

Mas afinal, Cirurgia de catarata dói?

A cirurgia de catarata é realizada em clínicas de oftalmologia e foi uma das técnicas que mais evoluíram nas últimas décadas. Há pouco mais de 30 anos atrás, era realizada sob anestesia geral, sendo assim removida através de uma incisão, seguida por um implante de lente. Atualmente trata-se de um procedimento microscópio de alta complexidade, é muito seguro, porém por ser um procedimento invasivo, não é isento a riscos.

Contudo é usado anestesia local, podendo ser realizada somente com gotas anestésicas, ou através da injeção de pequena quantidade na região inferior da órbita. Assim o paciente se mantém lúcido e ligeiramente sedado. 

No IOA somos especialistas em cirurgia de catarata. Entre em contato conosco e agende sua consulta.

4.8/5 - (42 votes)