Como a alta tecnologia pode auxiliar no tratamento de condições oculares como a catarata

Como a alta tecnologia pode auxiliar no tratamento de condições oculares como a catarata
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Antes de falarmos de tecnologia e como ela pode auxiliar no tratamento de condições oculares como a catarata, por exemplo, vamos analisar a doença em questão. 

A catarata é um tipo de lesão ocular que pode prejudicar a nossa visão, porque o cristalino, uma estrutura interna do olho, torna-se opaca, dificultando nossa visão.

A catarata é lesão que pode prejudicar muito a visão, uma vez que o cristalino, que deveria ser bem permeável à passagem da luz, torna-se opaco e como consequência, os raios luminosos não chegam à retina onde estão os receptores fotossensíveis. 

A doença tem tratamento e seus portadores podem voltar a enxergar normalmente, por isso a prevenção é essencial. 

Hoje em dia, existem diversos equipamentos atuais que podem detectar tal condição e então adentrar a um tratamento específico caso a caso, para que o paciente portador da doença se cure.

Os principais sintomas da catarata vão de visão embaçada, perda de foco e dificuldade para enxergar cores com baixo contraste a uma sensação de neblina nos olhos. Sintomas esses que podem surgir de maneira gradual, podendo se manifestar em diferentes intensidades e progredir de acordo com cada pessoa.

A boa notícia é que a catarata tem cirurgia e os resultados são excelentes, principalmente devido aos avanços atuais da tecnologia, tornando o procedimento cirúrgico seguro, rápido e eficaz. 

A técnica conhecida como facoemulsificação, a mais utilizada atualmente, consiste na destruição do cristalino opaco com o uso de energia ultrassônica e a aspiração dos fluidos restantes.

Por que então não citarmos a tecnologia e como ela pode auxiliar a saúde ocular?

A nova técnica, citada acima, permite que o médico oftalmologista retire a catarata por uma incisão minúscula, de apenas 2,75 milímetros, na córnea do paciente, que também é utilizada para inserir a lente intraocular. 

Atualmente essa lente é dobrável e permite que sua introdução seja feita sem ter de aumentar o corte e então a recuperação pode ser mais rápida devido a tecnologia avançada e o paciente pode estar de volta às suas atividades habituais em pouquíssimo tempo.

Outro ponto importante para ressaltar é que já é possível escolher o tipo mais adequado de lente para cada situação, perfil e necessidade do paciente, devido ao avanço e a inovação da tecnologia na oftalmologia.

Existem também lentes intraoculares com design capaz de diminuir complicações comuns, como a opacificação da cápsula posterior, que pode tornar a visão turva ou embaçada no longo prazo.

Além de toda essa tecnologia avançada, ao mesmo tempo em que tratam a catarata, pode-se corrigir outros problemas e condição de erros refrativos da visão, como a miopia e o astigmatismo.

Consulte o oftalmologista com frequência. A tecnologia mudou por completo essa área e aqui já é possível ter acesso ao que há de mais avançado em termos de tratamentos e dispositivos voltados à saúde ocular. 

4.7/5 - (78 votes)