Como a Ceratite afeta a visão das crianças?

Como a Ceratite afeta a visão das crianças
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Quando pensamos em algumas patologias relacionadas a visão, logo imaginamos como elas podem afetar a saúde ocular de nossos filhos, de qualquer idade, porém principalmente em crianças.

Nesse artigo, vamos abordar o que é a ceratite e como isso afeta as crianças.

A ceratite é uma inflamação ou infecção da córnea do olho. A córnea é a superfície clara em forma de cúpula que cobre a frente de nossos olhos. Os termos “ceratomalacia” e “queratite” são também utilizados, por vezes, para nos referirmos à ceratite.

Quando tratada de forma correta, a ceratite ocular pode evoluir habitualmente de forma favorável sem qualquer perda de visão, contudo, em alguns casos, a ceratite pode levar a complicações mais graves, como é exemplo a inflamação crônica da córnea, úlcera de córnea, edema, redução temporária ou permanente da capacidade de visão, entre outras patologias.

Geralmente, a doença afeta apenas um olho (ceratite unilateral), mas em determinadas situações ambos os olhos podem ser afetados (ceratite bilateral). Em alguns casos, a doença pode afetar apenas um dos olhos (esquerdo ou direito) e tardiamente ocorrer a transmissão da doença para o outro olho, originando doença nos dois olhos.

Por isso, o acompanhamento com o oftalmologista é primordial para verificar se a doença fora transmitida para outro olho.

Mas afinal, o que realmente causa a ceratite em uma criança?

A doença pode acontecer por diversas razões. Abaixo, listamos algumas causas comuns para esta condição:

  • Bactérias;
  • Vírus;
  • Trauma. Isso pode resultar de um objeto sendo inserido no olho da criança, por exemplo;.
  • Sistema imunológico enfraquecido ou baixo;
  • Fungos;
  • Parasitas.

As crianças que são mais propensas a sofrer de ceratite, são as que usam lentes de contato. O risco da criança contrair tal doença, pode ser ainda maior se ela não limpar bem essas lentes, portanto, a higiene é essencial.

Tocar as lentes com as mãos sujas ou colocar as lentes em superfícies sujas também pode aumentar o risco do seu filho contrair ceratite.

Quais são os sintomas da ceratite na criança?

Os sintomas podem ser um pouco diferentes para cada criança, já que cada caso é um caso obviamente e podem incluir:

  • Dor e vermelhidão no olho;
  • Desconforto quando o seu filho olha para uma luz ( a famosa fotofobia);
  • Rasgando, olhos lacrimejantes;
  • Descarga vindo dos olhos;
  • Visão embaçada ou a sensação que há algo nos olhos

Os sintomas da ceratite podem parecer outras condições de saúde ocular, por isso consulte um médico oftalmologista para um diagnóstico específico.

E existem alguns tipos diferentes da doença, são elas:

Ceratite Viral:

Esse tipo de ceratite viral é um tipo de doença causada por um vírus. Existem diferentes tipos de vírus capazes de originar uma ceratite.

Ceratite herpética:

A ceratite herpética é um tipo de ceratite muito frequente, causada pelo vírus herpes, principalmente em infecções por herpes simples do tipo 1.

O herpes simples do tipo 1 é também o responsável pelo herpes labial que é bastante frequente entre a população mundial. A ceratite herpética é a forma mais frequente do herpes ocular. O herpes ocular nesta forma, habitualmente, afeta apenas a camada superficial ou epitélio da córnea e geralmente é tratado sem complicações.

Este tipo de ceratite é caracterizada por uma dor nos olhos que pode ser forte ou intensa.

Ceratite bacteriana:

A ceratite bacteriana é um tipo de ceratite causada por bactérias. Como principais causas para o desenvolvimento de ceratite bacteriana encontra-se a utilização de lentes de contacto de forma intensiva.

Uma grande maioria das infecções ocorre devido a má utilização das lentes, ou seja, os doentes não cumprem as orientações de manutenção e troca das lentes estabelecidas.

Entre as bactérias mais frequentes na ceratite bacteriana encontram-se as seguintes: Staphylococcus aureus, Estafilococos coagulase-negativa, Pseudomonas aeruginosa, Corynebacterium, Streptococcus, Micobactérias.

Ceratite fúngica

A ceratite fúngica é um tipo de ceratite causada por fungos. Entre os fungos que podem desencadear a ceratite fúngica encontram-se os seguintes tipos: Fusarium, Aspergillus, Candida.

Ceratite não infeciosa

A ceratite também pode ter origem não infecciosa. Um exemplo de ceratite não infecciosa é a desenvolvida por traumatismos, agentes irritantes, através da utilização de colírios que possuem irritantes para os olhos, etc. Veja mais informação em causas de ceratite.

Ceratite micótica

A ceratite micótica ou ceratomicose é uma infecção da córnea normalmente ulcerativa (úlcera de córnea) em que os agentes causadores são fungos (etiologia fúngica).

A presença de fungos representa uma constante ameaça para o olho. Estes fungos podem provocar infeções oculares graves, fundamentalmente, em casos de baixa imunidade, trauma ocular e uso abusivo de medicamentos como imunossupressores ou antibióticos tópicos.

Este tipo de ceratite se não for tratada adequadamente e em tempo útil, pode provocar uma acentuada diminuição visual e, em casos extremos, levar à cegueira total e até perda do globo ocular.

Ceratite intersticial:

Esse tipo da doença ocorre quando a córnea está envolvida no processo infeccioso.

Ceratite puntata:

Neste tipo de ceratite apenas o epitélio corneano está envolvido, como se tratasse de micro úlceras corneanas.

Ceratite filamentar:

A ceratite filamentar é um tipo de ceratite em que as células superficiais da córnea se desprendem (filamentos) causando pequenas úlceras que podem provocar bastante dor ocular.

Ceratite dendrítica:

Quando existe uma infecção subsequente, destacamos a ceratite dendrítica. A mesma é caracterizada por lesões na córnea que se assemelham aos ramos de uma árvore e são normalmente causadas pelo herpes.

Ceratite bolhosa:

Quando ocorre um edema corneano, acompanhado de bolhas devido à perda de células endoteliais ou alterações da junção das células endoteliais, destacamos o tipo de ceratite bolhosa.. Em casos mais avançados de ceratite deste tipo, ocorre o espessamento do estroma, vascularização corneana e presença de fibrose subepitelial.

este tipo de ceratite bolhosa é considerada grave, pode ser necessário transplante de córnea em muitas situações.

Como é diagnosticada a ceratite em uma criança?

Primeiramente será necessário realizar alguns exames para constatar..

Em alguns casos, o médico pode recolher uma amostra da drenagem ocular da criança para fazer um teste com essa amostra. Esses resultados podem informar a causa da infecção ocular, propriamente dita.

E como é tratada a ceratite em uma criança?

O tratamento dependerá dos sintomas da criança, da idade e da saúde geral que ela apresenta. Também dependerá da gravidade da condição.

Consulte sempre um médico para diagnósticos específicos e tenha certeza que seus exames estão em dia, para a sua saúde ocular.

4.7/5 - (300 votes)