Como funciona a blefaroplastia: a cirurgia plástica nas pálpebras que rejuvenesce e levanta o olhar

Como funciona a blefaroplastia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Você já ouviu falar sobre aquele ditado famoso: “Seus olhos são a janela para a sua alma?” Então, a pele que temos ao redor dos olhos é basicamente o resultado de quantos anos você tem. A pele ao redor dos olhos é super delicada, tornando-se um dos primeiros lugares a mostrar sinais de envelhecimento, como rugas e flacidez da pele.

Portanto, se há algo que possamos fazer para que a área de nossos olhos volte a ficar como nos dias de juventude? Se lidamos com uma pele com flacidez severa ou folgada ao redor dos olhos que nos faz parecer sempre cansado, a blefaroplastia, a cirurgia de pálpebras pode auxiliar na aparência, levantando o olhar e rejuvenescendo o rosto.

A pele ao redor dos olhos se torna menos elástica à medida que envelhecemos e, como não é mais tão elástica, começa a ceder. A elastina é uma proteína encontrada na pele e acabamos produzindo menos a medida que os anos passam.

Além disso, a elastina começa a perder sua forma. Fazemos sempre diversas expressões faciais dia após dia, esticando a elastina constantemente.

Desde a poluição até a exposição aos raios UV, pode danificar a elastina e acelerar o processo de envelhecimento nessa área delicada. Esta mudança da pele provoca rugas, que cai sobre os olhos e ainda tem pele extra para pendurar nas pálpebras superiores.

A blefaroplastia é um procedimento cirúrgico, para rejuvenescer a área dos olhos. Durante a cirurgia, o médico oftalmologista removerá o excesso de pele que está causando a queda.

Na cirurgia o médico usará anestesia local e fará uma incisão para remover a pele e/ou a gordura. As incisões ficarão abaixo dos cílios ou atrás da pálpebra, assim o paciente não poderá vê-las depois de curadas.

Antes de dar início da cirurgia, o médico marcará exatamente onde removerá pele, gordura e músculos, para que o paciente saiba o que esperar do pós-cirúrgico.

Eles avaliarão suas características faciais (como a estrutura óssea) para determinar exatamente onde remover o excesso de tecido. O paciente receberá anestesia local, então precisará ter alguém com o mesmo para levá-lo para casa assim que a cirurgia terminar.

A cirurgia da blefaroplastia é procurada principalmente por pacientes que procuram tratamentos anti-envelhecimento. A flacidez da pele ao redor dos olhos é uma parte natural do envelhecimento, mas o paciente pode considerar esse tipo de cirurgia quando achar esses efeitos incômodos.

Algumas pessoas também procuram a blefaroplastia se tiverem bolsas significativas sobre os olhos ou se as sobrancelhas estiverem começando a ceder.

Para algumas pessoas, a blefaroplastia vai além das preocupações estéticas, pois podem se queixar de que sua visão ao olhar para cima é bloqueada pela pele pendurada.

Riscos:

Todos os tipos de cirurgia apresentam risco de sangramento, hematomas e infecção. Os coágulos de sangue também são um risco raro, mas sério.

É importante conversar com médico oftalmologista sobre esses riscos com antecedência. Também é necessário informar o cirurgião se caso o paciente já teve alguma complicação anterior com qualquer tipo de cirurgia.

E a recuperação?

A recuperação da blefaroplastia é relativamente curta em comparação com outros tipos de cirurgias. Após o procedimento, o paciente será transferido para uma sala de recuperação e será monitorado quanto a efeitos colaterais e, a menos que haja complicações, voltará para casa no mesmo dia.

É importante descansar por alguns dias imediatamente após a cirurgia das pálpebras. O paciente pode sentir algum inchaço e dor, portanto o médico pode recomendar medicação para aliviar esses sintomas.

Pode levar uma semana ou duas para que esses sintomas desapareçam completamente. O cirurgião também pode recomendar compressas de gelo nos próximos dias.

Visão embaçada e sensibilidade à luz também são possíveis efeitos colaterais a curto prazo. Acione o médico se esses sintomas durarem mais que um dia ou dois.

Não se deve usar lentes de contato por duas semanas após a cirurgia de pálpebras. Certifique-se de ter uma alternativa, como óculos graduados, à mão. Depois de alguns dias, o paciente deve ir ao cirurgião novamente para uma avaliação e para remover todos os pontos, conforme necessário.

Consulte o oftalmologista para verificar qual melhor momento para realização da cirurgia de blefaroplastia para levantar o seu olhar.

4.7/5 - (201 votes)