Como tratar a úlcera da córnea?

Como tratar a úlcera da córnea?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Uma simples infecção bacteriana que invade a córnea pode ocasionar uma úlcera da córnea, além de outros danos a visão. Nada mais é do que uma ferida dolorida e aberta na superfície frontal clara do nosso olho, e que pode causar a perda de visão e até mesmo cegueira.

Os pacientes que utilizam lentes de contato estão particularmente suscetíveis a irritações nos olhos que podem levar a uma úlcera na córnea. Uma lente de contato pode roçar a superfície do olho, criando ligeiro dano ao epitélio, permitindo assim que as bactérias penetrem no olho.

Para evitar uma úlcera de córnea, sendo usuário de lentes de contato, basta aderir a boa higiene, como lavar as mãos antes de manusear as lentes e seguir outras dicas de segurança.

Além da infecção bacteriana, outras causas de úlceras de córnea são fungos e parasitas. Os usuários de lentes de contato que não conseguem remover suas lentes antes de nadar aumentam significativamente o risco de uma úlcera de córnea causada por ceratite, doença que é causada por fungos.

Outra causa de úlcera de córnea é a infecção pelo vírus herpes simplex (herpes ocular), que pode danificar as camadas externas e às vezes até mais profundas da superfície do olho.

Existem problemas que afetam as pálpebras e que não permitem que o olho abra e feche de forma correta, como a paralisia de Bell, a ptose palpebral, exoftalmia, entre outras, e podem também criar problemas na córnea e torná-la mais vulnerável ao desenvolvimento de úlceras.

Qualquer patologia que provoque a perda da sensação da superfície da córnea pode aumentar o risco de vir a desenvolver úlcera da córnea.

Tratamento de úlceras da córnea:

Se o paciente suspeitar que tem uma úlcera de córnea, deve marcar imediatamente uma consulta com o oftalmologista, pois as úlceras da córnea não tratadas podem levar à perda de visão grave e até à perda do olho.

A localização e o tamanho da ulceração orientarão o médico oftalmologista na determinação da necessidade de alguns procedimentos invasivos. Dependendo da gravidade da doença, o médico poderá solicitar ver o paciente mais vezes por mês.

Se a ulceração é na córnea central, a condição geralmente leva mais tempo para desaparecer, e a visão pode ser reduzida permanentemente devido a cicatrizes. Infelizmente, danos permanentes e perda de visão podem ocorrer mesmo que a condição seja identificada e tratada precocemente, portanto, todo cuidado é pouco.

Se você tiver sofrido algum tipo de trauma no olho, seu médico pode suspeitar de ulceração de ceratite fúngica, particularmente quando seu olho encontrou matéria orgânica, como de um galho de árvore.

Na maioria dos casos deste tipo de úlcera de córnea, o olho já está comprometido por condições pré-existentes, como um distúrbio imunológico.

O médico irá diagnosticar a ceratite fúngica apenas com a avaliação microscópica de amostras. O prognóstico da boa visão depende da extensão da infecção.

Mesmo se detectado precocemente e gerenciado adequadamente, alguns casos de úlceras de córnea exigirão um transplante de córnea.

Ainda sobre o tratamento desta doença, pode-se recomendar colírios antibióticos, antifúngicos e antivirais durante os tratamentos. Às vezes, o oftalmologista irá prescrever comprimidos antifúngicos também. Em outros casos, o médico poderá aplicar uma injeção de medicamento perto do olho.

O oftalmologista pode prescrever colírios esteróides ou anti inflamatórios depois que a infecção tiver melhorado ou desaparecido. Isso deve reduzir o inchaço e ajudar a prevenir cicatrizes.

Se caso a decisão for realizar o transplante de córnea:

  • A córnea é removida;
  • Colocação de córnea doadora durante o transplante;
  • A córnea doadora é suturada no lugar.

Após o procedimento o oftalmologista pode prescrever medicação para a dor para tomar pela boca para reduzir a dor. Tais  sintomas incluem:

  • dor e vermelhidão do olho;
  • rasgando e descarregando do olho;
  • visão embaçada;

Consulte o médico imediatamente para sanar todas as dúvidas e não se automedique em hipótese alguma.

4.7/5 - (227 votes)