Como utilizar a tecnologia para crianças com baixa visão?

Como utilizar a tecnologia para crianças com baixa visão?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Crianças que possuem baixa visão tiveram dificuldades durante a fase mais aguda da pandemia para ir à escola. As redes municipais e estaduais, tiveram que se adaptar à nova modalidade do ensino remoto, o que dificultou a acessibilidade e a assimilação de conteúdo.

Neste cenário, a tecnologia se tornou imprescindível por ter o poder de ajudar através de aplicativos de acessibilidade, que contribuem diretamente na integração da criança com deficiência ao local em que vive, além de possibilitar seu desenvolvimento e evolução no ensino.

Quais são os sinais da baixa visão em crianças?

Antes de falar sobre os sinais, é importante saber o que é baixa visão, concorda? Baixa visão é a perda em partes que não pode ser melhorada, é irreversível. No geral, equivale a 20/70% da visão comprometida – que pode ser periférica, equivalente a visão periférica ou até ambos. 

Sinais da baixa visão infantil:

  • Dificuldade em ler um livro infantil;
  • Complicações para ver objetos;
  • A criança pode se acidentar devido à baixa visão.

Para facilitar o acesso das crianças aos estudos, existe o educador inclusivo de AEE (Atendimento Educacional Especializado), que auxilia a criança em atividades de interação escolar e no dia a dia dos alunos, através da Tecnologia Assistiva (TA) e recursos pedagógicos. 

Esta tecnologia colabora no entendimento dos conteúdos escolares de maneira divertida incentivando o aluno a estudar apesar da deficiência visual. Em países como o Reino Unido, a tecnologia assistiva para crianças é obrigatória em escolas e também em universidades do país. 

Exemplos de (TA’S)

Atualmente esta tecnologia inclusiva vem sendo discutida no Brasil, alguns dos exemplos são:

  • Livros digitais: que estejam interpretados na Língua Brasileira de Sinais (Libras);
  • Jogos digitais interativos: como é o caso do Playtable, que está disponível em todas as escolas, tanto particulares quanto privadas de todo o país;
  • Sites e equipamentos: que dispõe do recurso de acessibilidade, narrador, lupa e alto contraste;
  • Audiodescrição: cujas obras vêm acompanhadas em livros junto de um CD (audiobook) ou (livro em áudio), para as crianças que preferirem ouvirem o texto inteiro narrado em algum reprodutor de áudio comum.

Aplicativos disponíveis para Apple Store e Google Play

Ler e contar (Android & ioS)

O app ensina a contar, ler, operações matemáticas diversas, sobre os animais e muito mais, sendo perfeito para tirar as crianças do vídeo game e aprender se divertindo. 

CPqD Alcance (Android)

O Aplicativo brasileiro ajuda os deficientes visuais na leitura de textos na internet e não é necessário cadastro no app. Possui narração automática de tela e inclui um pacote de ajuda em funções gerais do smartphone: configurações, ligações e etc.

Faça uma visita à IOA!

Você conhece alguma criança que sofre de alguns sinais de baixa visão que incluem dificuldade em reconhecer um rosto familiar, ou dificuldade em ler? Recomende os serviços da melhor clínica oftalmológica do Amazonas aos familiares dela, conte com os profissionais do Instituto de Olhos da Amazônia – IOA. Mais informações entre em nosso site, ligue para nós e acesse nossas redes sociais.