Dúvidas frequentes sobre a Cirurgia Refrativa

Dúvidas frequentes sobre a Cirurgia Refrativa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O que é a Cirurgia Refrativa? 

Cirurgia Refrativa é um procedimento cirúrgico para corrigir erros de refração. O estudo corresponde a verificação para ver se os olhos estão com a focalização adequada, assim possibilitando imagens nítidas. Resumidamente é a passagem da luz a um meio para o outro, neste caso meios diferentes determinam comportamentos diferentes da luz. 

Já um olho que não consegue a focalização adequada, e enxerga imagens sem nitidez é portador dos vícios de refração, no caso os vícios são mais conhecido como miopia,hipermetropia e astigmatismo.

A cirurgia pode ser feita em pessoas com o grau baixo?

Sim pode, geralmente com mais de um grau de miopia, astigmatismo ou hipermetropia. Porém depende do custo-benefício. Mas, sempre é necessário avaliar cada caso.

Quais doenças oculares que impossibilitam a cirurgia?

As doenças que impossibilitam a cirurgia são:

  • Doenças oculares infecciosas em atividade (conjuntivite, blefarite ceratite, úlcera de córnea, etc).
  • Ceratocone, que é uma deformidade da córnea de origem, geralmente, familiar. 

Quanto tempo demora a cirurgia?

A cirurgia costuma durar entre 12 a 15 minutos, contando o tempo pré e pós operatório, e é realizada sob anestesia tópica, isto é, feita com colírio anestésico. O tratamento efetivo com o laser, faz a correção do grau e leva poucos segundos. A cirurgia em si é indolor. No pós-operatório dos primeiros dias o paciente pode sentir algum desconforto como ardência, lacrimejamento e sensibilidade à luz.

A cirurgia refrativa corneana pode ser feita em pessoas com o grau muito alto ?

A cirurgia a laser pode até corrigir graus mais altos, mas, é preciso respeitar alguns limites como curvatura e espessura corneana. Para miopia, é indicado para pessoas com até 10 graus e em alguns casos de hipermetropia e astigmatismo, até 6 graus.

Quem pode se submeter a cirurgia refrativa?

A cirurgia é o procedimento que tem como objetivo corrigir erros refrativos. Porém é recomendada para pessoas a partir dos 18 anos, quando é esperada a estabilização do grau. Após os 40 anos, somam-se o grau de longe e o de perto (presbiopia ou vista cansada), devendo-se considerar nesse caso, a possibilidade do uso de óculos para leitura. 

Porém a cirurgia é indicada para pacientes com miopia, hipermetropia e astigmatismo, e que gostariam de diminuir a dependência do óculos ou lentes de contato.

Quais são as contra indicações da cirurgia refrativa?

Ceratocone e infecções oculares em atividade, são contra indicadas.

Essas doenças podem ser diagnosticadas pelos exames pré-operatórios. Outros tipos de doenças como sistêmicas, doença do colágeno, doença autoimunes, e imunodeficiências, também são contraindicadas. Mulheres grávidas ou que estão amamentando, não podem realizar o procedimento.

Quais suas complicações?

  • A complicação mais comum é a hipocorreção ou hipercorreção, que acontece quando o paciente residual de grau não foi possível corrigir. Isso ocorre pelo fato de cada paciente apresentar uma cicatrização diferente;
  • Nos primeiros meses após a cirurgia, pode se ocorrer a diminuição da produção de lágrimas, assim deixando o olho mais seco. Por isso a importância de utilizar lubrificante oculares nos primeiros meses após a cirurgia; 
  • Durante a noite, alguns pacientes portadores de alta miopia,  podem apresentar ocorrências de halos noturnos, uma sensação de círculos ao redor dos focos luminosos.

Vantagens da cirurgia refrativa.

  • O procedimento é rápido, levam em média 12 a 15 minutos;
  •  Não dói: além da anestesia tópica, aplicada, o procedimento não precisa de contato direto com o olho;
  • Pouca manutenção: depois da cirurgia, você só precisa de acompanhamento regulares com seu oftalmologista;
  • Diminuição da dependência dos óculos: algumas pessoas precisam utilizar óculos para quaisqueres  atividades diárias. Com a cirurgia, você reduz a dependência de uso dos óculos ou lente de contato;
  • É feita uma única vez: caso você apresente astigmatismo irregular, a cirurgia pode corrigir o seu erro refrativo.
  • É personalizada: cada cirurgia é aplicada de acordo com as necessidades dos olhos de cada paciente.

Depois de quanto tempo da cirurgia eu posso voltar às minhas atividades normais?

Geralmente, é possível voltar às atividades normais, após 7 dias, mas depende da técnica utilizada na cirurgia. Já a cicatrização total ocorre entre um a quatro meses, quando a qualidade visual for totalmente estabelecida. 

Esclarecemos suas dúvidas? Que tal entrar em contato conosco e agendar uma consulta.  

4.8/5 - (166 votes)