O que é o Daltonismo?

O-que-e-o-Daltonismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Você já deve ter ouvido falar ou conhece alguém que possui Daltonismo, correto? Bom, este artigo te mostrará não só o conceito de daltonismo com mais detalhes, mas também, explicar como uma pessoa com essa condição enxerga, passando pelos principais tipos existentes da doença.

O que é?

O daltonismo nada mais é que uma deficiência visual comum, atingindo 2 milhões de pessoas por ano no Brasil. A doença recebeu este nome como uma maneira de homenagear o químico inglês John Dalton (1766-1844), responsável por estudar assiduamente o distúrbio e nos ajudar a entendê-lo melhor.

O daltonismo tem como característica principal o ato de impedir que o indivíduo reconheça e diferencie cores específicas. E, a partir disso, como em qualquer outra descoberta, estudos mais aprofundados foram sendo feitos e, assim, foi possível saber que o olho humano pode distinguir mais de 150 cores diferentes. Algo que não acontece com os daltônicos, que têm essa gama diminuída, já que as misturas de cores não são reconhecidas por eles.

Para que o daltonismo aconteça, uma alteração genética hereditária que está ligada ao cromossomo sexual X, precisa ocorrer. Até por isso, ela ocorre consideravelmente mais vezes em homens, já que eles possuem apenas um destes cromossomos, já as mulheres possuem dois. Estima-se, inclusive, que cerca de 8% da população masculina do planeta porta o daltonismo, enquanto o percentual feminino não chega a 1%.

Tipos de Daltonismo

Agora que sabe o que é daltonismo, veja seus principais tipos:

Protanopia

Esse é o tipo mais comum de todos eles. Sua principal característica é a ausência ou considerável diminuição do pigmento vermelho: quando o indivíduo olha para essa cor, acaba vendo, na verdade, tons marrons, verdes ou cinzas.

Deuteranopia

É bastante semelhante à protanopia, puxando os tons para o marrom. A diferença aqui é que os tons verdes conseguem ser distinguidos. A principal característica é que, ao observar um objeto, o indivíduo vê tudo em uma cor só, tendo uma diferença mínima de tonalidade.

Tritanopia

A Tritanopia é considerada o tipo mais raro de daltonismo. A interferência dela ocorre nas cores azul, amarelo e laranja. Porém, o azul não é totalmente “excluído” da visão; apenas é visto em outras tonalidades. A cor amarela é vista como um rosa-claro, enquanto o laranja não é enxergado.

Instituto de Olhos da Amazônia (IOA)

Apesar de o daltonismo poder ser diagnosticado pelo próprio portador através das mudanças em sua visão, é necessário que se visite um médico oftalmologista para, assim, saber todos os detalhes do distúrbio e a melhor forma de viver com ele.

Por isso, a clínica em que você irá visitar deve ser a mais completa possível, unindo o que há de melhor na tecnologia oftalmológica com os profissionais mais preparados.

E é claro que o local ideal e que contém tudo isso é o IOA!

Para saber mais, entre em contato conosco e agende uma consulta!