Principais características da alta miopia

Principais características da alta miopia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Os casos da condição de alta miopia vem crescendo recentemente. Esta doença ocorre quando o paciente apresenta acima de cinco graus de desvio no olho. Segundo uma análise da Organização Mundial da Saúde (OMS), a alta miopia é a terceira causa de cegueira no mundo. O risco de perda da visão ocorre por diversas causas, sendo preciso avaliar cada caso com atenção, pois uma condição comum pode apresentar diferentes graus e seu tratamento deve acontecer de acordo com a gravidade detectada.

Após ser diagnosticado com a alta miopia, o paciente pode apresentar uma grande dificuldade de enxergar imagens e paisagens à distância, o que pode, a longo prazo, diminuir a qualidade de vida.

A miopia não tem cura, porém, se for diagnosticada corretamente, pode ser tratada de modo que corrija o erro de refração. Para corrigir a doença, a solução mais comum é o uso de lentes de contato ou óculos. 

Seus sintomas mais comuns podem incluir:

  • Visão embaçada;
  • Dores de cabeça causadas por fadiga ocular excessiva;
  • Dificuldade em enxergar de longe;
  • Lacrimejamento excessivo;
  • Tontura, dor de cabeça ou dor nos olhos.

Características da alta miopia 

A alta miopia tem como medida o crescimento do olho, neste caso a retina vai se afilando de forma progressiva e chega a atrofiar a região da mácula o que acomete a diminuição da visão mesmo usando óculos ou lentes de contato.

Outra consequência é a ocorrência de degenerações periféricas da retina e assim o deslocamento de retina são comuns em quem tem miopia. Vale lembrar que quanto maior a intensidade da miopia, maior o risco. Por isso ressaltamos a importância das consultas regulares no oftalmologista.

Tratamento 

Para o tratamento da alta miopia, é necessário realizar a cirurgia refrativa a laser, em alguns casos isolados, pode ocorrer a utilização de implantes de lentes fácicas para manter o cristalino do olho.  Essa técnica, também é indicada para paciente com olho seco, córnea fina ou ceratocone, a estimativa é que esta lente livre o paciente dos óculos.