Qual o momento certo para operar a catarata?

Qual o momento certo para operar a catarata?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Sendo comum, principalmente, entre as pessoas acima dos 60 anos, a catarata já é bastante conhecida entre a população. Porém, nem sempre há o conhecimento completo sobre essa condição. Isto porque, geralmente, só se procura o médico especialista após contrair a catarata.

Mas do que ela se trata?

Bom, a condição de catarata acontece porque o cristalino (lente transparente dos olhos) passa a ficar opaco, sendo o acúmulo de proteínas o principal motivo deste acontecimento.

No entanto, o branqueamento total dessa estrutura pode facilmente levar o paciente à perda completa da visão. Ainda assim, caso esteja com catarata, fique tranquilo(a), pois a situação pode ser revertida.

Quais são as suas causas?

A causa mais comum da condição de catarata fica por conta da senil, que significa o envelhecimento natural do cristalino (já citado mais acima) ao longo da vida.

Mas não pense que a doença é uma exclusividade da terceira idade, até porque existe também a catarata congênita! Neste tipo específico de catarata, o bebê já nasce com a condição.

Isto, sem contar as causas secundárias, como:

  • O uso crônico de corticoides;
  • Doenças metabólicas; 
  • Diabetes;
  • Uveítes; 
  • Traumas;
  • Exposição excessiva aos raios UVA e UVB.

Fato é que, independentemente do motivo causador, nós do IOA sempre advertimos: a solução mais eficaz e que trará os melhores resultados possíveis, é o tratamento cirúrgico! Mais especificamente, aquele em que há a retirada do cristalino, sendo feita a sua substituição por lentes intraoculares.

Qual o momento certo para operar a catarata?

Sabendo o que é a catarata, essa é uma das maiores dúvidas que vemos entre nossos pacientes.

Confira a seguir e saiba como e quando realizar a cirurgia!

Antes de mais nada, é importante saber que não existe tratamento clínico para a catarata, apenas cirúrgico. Até por isso, a partir do momento em que a visão interfere na qualidade de vida, a indicação principal é para a cirurgia. 

A mais comum delas é a que consiste na microfragmentação e aspiração do cristalino. Após isso,  é implantada uma lente (intraocular) no local da lente natural que foi removida.

O avanço tecnológico destas lentes é o que permite, atualmente, a correção de erros refracionais, como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia (vista cansada).

A decisão sobre a implantação da lente é feita de acordo com a avaliação do oftalmologista que irá orientar seu paciente diante do procedimento, além das restrições no pós-operatório.

O procedimento é muito seguro, garantindo rapidez na recuperação e volta às atividades. Complicações, mesmo que raras, podem ocorrer! Para evitá-las, o ideal é seguir as orientações do oftalmologista.

Conte com o IOA!

No momento de decidir quando fazer a cirurgia de catarata, é essencial que se converse com o cirurgião, visando a resolução de todas as dúvidas, além da possibilidade de se traçar um plano cirúrgico em conjunto. Ainda assim, é igualmente importante lembrar que cada caso é único, não havendo regras específicas que se apliquem a todos os pacientes. 

Pensando nisso, nós do Instituto de Olhos da Amazônia (IOA) contamos sempre com uma equipe de profissionais altamente qualificados e especializados não só em catarata.

Isso é o que garante um atendimento único para cada paciente, priorizando sua saúde e bem-estar, fatores que devem sempre estar acima de tudo. Agende sua consulta agora mesmo!

Rate this post