Retinografia: O que é, como é feito, quem pode fazer

Retinografia: O que é, como é feito, quem pode fazer
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O que é a Retinografia?

A retinografia é um exame de imagem que fotografa as áreas do fundo dos olhos, como a retina, a coróide, o nervo óptico e os vasos sanguíneos. É um exame não invasivo e indolor. É utilizado um equipamento chamado retinógrafo.

O aparelho é composto por uma câmera fotográfica digital de alta tecnologia que capta imagens em detalhes do olho e transfere para um computador. O oftalmologista seleciona as melhores imagens e imprime o resultado junto com o laudo na hora para o paciente. 

Para que serve?

Sendo uma fotografia colorida, tem como finalidade documentar a retina para comparação futura ou para mostrar ao paciente o que o médico viu durante o exame.

Tem como objetivo também diagnosticar e acompanhar a evolução de doenças e complicações futuras como:

  • Retinopatia diabética;
  • Retinopatia hipertensiva;
  • Deslocamento de retina;
  • Glaucoma.

Ao passar por uma consulta com um oftalmologista é comum que o especialista faça exames rápidos e testes para compreender como anda a visão do paciente. Porém, quando o médico percebe que há algo para se investigar mais a fundo, é normal que ele solicite um exame mais detalhado como a retinografia. 

Se o problema encontrado for na retina ou no nervo óptico, é recomendado esse exame, mesmo sendo pouco comum para a maioria das pessoas, é mais simples do que parece.

Vale lembrar que dependendo do diagnóstico, seu oftalmologista pode prescrever outros exames para avaliar a córnea ou outras partes do olho.

Como é feito?

Já sabemos que a retinografia é um exame de imagem que fotografa as áreas de trás do olho, como a retina, nervo óptico, e os vasos sanguíneos. Contudo, existem duas modalidades, sendo cada uma com um foco específico. 

Veja abaixo:

  • Retinografia simples

Esse tipo é mais comum e pode ser chamado de retinografia colorida, é realizada com o paciente sentado em frente ao aparelho de retinografia, que capta as imagens do fundo dos olhos.

O procedimento é indolor e pode demorar entre dez a vinte minutos, sendo necessário o dilatamento da pupila. Portanto, é preciso que o mesmo esteja acompanhado, caso faça uso de lentes de contato, para retirá-las antes de dilatar para fazer o exame.

  • Retinografia panorâmica

Mais conhecida também como retinografia fluorescente, é a maneira mais prática e completa de realizar o exame. Isso pois, é utilizado um aparelho que possibilita ter uma visão mais ampla da retina, permitindo encontrar doenças em um maior campo do globo ocular.

Nesse tipo de retinografia, é possível observar, com o auxílio de filtros especiais, diversas partes do globo ocular que não são registradas na retinografia simples.

Quem deve fazer?

A retinografia é indicada para diagnóstico e acompanhamento de algumas doenças oftalmológicas, porém, diferentes condições de saúde podem afetar a retina e o nervo óptico que, se não tratados precocemente e de maneira correta, poderão gerar sequelas na visão ou até mesmo na perda da mesma.

Veja abaixo algumas patologias que necessitam deste exame:

  • Miopia;
  • Diabetes;
  • Hipertensão arterial;
  • Alteração da mácula;
  • Tumores oculares.

Quem pode fazer este exame?

O exame é feito por médicos oftalmologistas, e de extrema importância contar com profissionais de confiança e que te auxiliarão para realizar o melhor tratamento possível. 

Conte sempre com a Clínica Oftalmológica IOA, agende sua consulta conosco.