Riscos da luz artificial nos olhos

Riscos da luz artificial nos olhos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O dano mais importante que a luz artificial em nossos olhos pode produzir, está localizado na retina. Os possíveis danos causados ​​pela luz entre o 400nm e o 1400nm podem ser classificados em três tipos.

  • Danos estruturais: Causado principalmente por certa radiação laser.
  • Dano térmico: Causado por breves exposições (segundos ou até menos) que produzem um aumento na temperatura do tecido de 10º a 20ºC acima da temperatura ambiente.
  • Dano fotoquímico: Causado principalmente por radiação de menor comprimento de onda em níveis de intensidade muito pequenos para causar danos térmicos. 

Muitos experimentos de laboratório realizados com animais visam encontrar as causas da degeneração macular relacionada à idade e vários estudos concordaram que a luz azul (encontrada tanto na luz natural quanto na luz artificial) pode ser prejudicial aos seres humanos. 

Por outro lado, a luz azul também é fundamental no processo visual e em outros aspectos fisiológicos importantes, como os ritmos circadianos. 

Todas as espécies do planeta apresentam um grande número de ciclos biológicos que repetem aproximadamente todas as horas 24, conhecidos como ritmos circadianos e mantêm uma importante relação com o relógio interno do cérebro. 

Alguns exemplos podem ser o reabastecimento de DNA em células individuais ou o ciclo de sono.

O primeiro estímulo recebido pelo sistema circadiano humano e o de muitos outros mamíferos é formado pela luz incidente na retina. 

Com as crianças o cuidado precisa ser redobrado. Hoje em dia os pequenos quase não brincam ao ar livre e estão sempre com um aparelho tecnológico nas mãos, o que pode ocasionar alguns danos oculares.

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que crianças menores de 2 anos não façam uso de tablets ou smartphones. De 2 a 5 anos é indicado que utilizem os aparelhos apenas uma hora por dia, com supervisão de um adulto. 

Tanto para adultos quanto para crianças não é recomendado o uso dos aparelhos durante as refeições e nas duas horas que antecedem o sono.

4.6/5 - (110 votes)