Um guia completo de como proteger seus olhos dos raios UVA e UVB

Um guia completo de como proteger seus olhos dos raios UVA e UVB!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Com pouco mais de um mês de protagonismo, o inverno já faz surgir nas pessoas o sentimento de saudade do verão, do Sol e da praia. 

Mesmo com luminosidade mais fraca, as luzes emitidas pelo Sol também inspiram atenção durante o inverno. 

Afinal, independente da estação, o excesso de luz solar pode causar uma série de enfermidades no corpo. 

Isso acontece porque os raios ultravioletas emitidos pelo Sol são divididos em duas categorias, a dos UVA e dos UVB. 

Os raios UVA abrangem 95% dos raios ultravioletas e conseguem penetrar a derme, fazendo com que seu contato excessivo cause envelhecimento precoce da pele. 

Os raios UVB são aqueles responsáveis pelo bronzeamento da pele e respondem por 5% dos raios ultravioletas.

Mas não é apenas a pele a afetada pela radiação solar. Os olhos também são fortemente afetados pelo contato excessivo com os raios solares.

O que vestir para proteger os olhos do Sol? 

Para entrar em contato com a luz solar sem se preocupar com os danos causados aos olhos pelos raios ultravioletas, é preciso usar roupas e acessórios adequados:

  • Óculos de Sol: apesar de existirem vários tipos no mercado, os óculos que melhor protegem do Sol são aqueles que oferecem bloqueio de 99 a 100% dos raios ultravioletas. Filtragem de 75 a 90% da luz também é sinal de qualidade;
  • Viseiras e bonés: quando feitos de pano, eles bloqueiam grande parte dos raios solares. Ainda assim, esses utensílios não dispensam o uso de óculos de Sol;
  • Guarda-sol: é útil quando em família. Bloqueia parte dos raios ultravioletas, mas assim como as viseiras e os bonés, ele não dispensa o auxílio dos óculos.

Quais os momentos do dia em que o Sol é amigo dos olhos? 

Não adianta estar totalmente equipado contra os raios ultravioleta e ficar exposto ao Sol em momentos inoportunos e prejudiciais. 

Mesmo protegido, é um consenso na comunidade médica que existem momentos no dia que são mais indicados para a convivência com os raios solares.

O primeiro deles é às 09h. Isso porque nesse horário a luz solar está mais fraca e a camada de ozônio funciona como uma proteção natural contra ela. 

Outro momento é às 17h. A justificativa é que, nesse horário, a luz está mais fraca por conta do processo do anoitecer.

E os perigos da luz solar para a visão, quais são? 

Se os conselhos anteriormente listados não forem seguidos e a pessoa opte por se relacionar com o Sol ao meio-dia, momento em que os raios ultravioletas estão no auge da temperatura, os olhos podem sofrer consequências.

Isso porque o contato direto da luz nos olhos pode adiantar e estimular processos degenerativos de algumas camadas do corpo ocular. 

Por isso, o contato com o Sol sem cuidados pode gerar:

  • Melanoma: também chamado carcinoma, ele faz com que a pálpebra mude de espessura, textura e aparência;
  • Catarata: quando os olhos ficam em contato direto com a luz solar, o cristalino é ferido e acaba fazendo com que a visão perca a nitidez;
  • Fotoceratite: consiste na queimadura da córnea. Pode levar à perda temporária da vista. 

Conheça o IOA!

A luz solar possui diversos benefícios para o organismo, mas é preciso “respeitá-la”!

Dessa forma, tanto a saúde corporal, quanto a ocular, são preservadas. 

E se, mesmo seguindo as nossas sugestões, houver um desconforto na região dos olhos, procure imediatamente um Centro Oftalmológico do IOA!

Aqui, possuímos o melhor não só em equipamentos, mas também, em profissionais, já que o atendimento é uma de nossas principais preocupações.

Agende sua consulta agora mesmo!